Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Telmixa

Mix de leituras, organização, tv, filmes, tecnologia e de mim, claro!

Telmixa

Mix de leituras, organização, tv, filmes, tecnologia e de mim, claro!

"O Perfume - História de um assassino" - O Filme


Antes de escrever a minha opinião sobre este filme quero partilhar o seguinte: Eu gosto muito de ler e de cinema (e televisão). São para mim formas de expressão artisticas independentes, tendo cada uma as suas forças e fraquezas. Compreendo as dificuldades que existem em adaptar um livro para o cinema (ou mini-série) e contá-lo em poucas horas, e cada um de nós que lê um livro, "vê" a história de formas distintas, conforme a sua vivência, a sua perspectiva do mundo, os seus gostos pessoais. Nunca um filme poderá satisfazer todas essas interpretações parciais de um livro, excepto a do realizador.



Ontem à noite estive a ver "O Perfume - História de um assassino", baseado no romance com o mesmo nome e cuja a minha opinião podem encontrar aqui.


Sabia que, se seguisse o livro à risca (como aconteceu) a história não seria nada de extraordinário (como não o foi). No entanto dei por mim a ficar positivamente surpreendida com a bela fotografia e os fantásticos cenários (iguais como eu os tinha imaginado).


Eu quando li o livro não "senti" os cheiros nem senti inundada por aquele mundo e aquela época, achei no entanto que era muito rico a nível de descrições visuais e o filme traduziu-as na perfeição (e a minha imaginação também).



Outro ponto a favor do filme foi que não teve a pretensão de nos fazer odiar o nosso assassino. Pelo contrário, o actor fez um trabalho fantástico em torná-lo humano e o produto da sua educação, isto é, a sua falta. É fantástico ver a sua surpresa quando percebe que matou a rapariga dos damascos.



Outra surpresa, que ao início não me agradou nada, foi ver o Dustin Hoffman como o mestre perfumeiro do nosso assassino. Não me agradou porque adoro o Hoffman como actor e esta era uma personagem oportunista e detestável. Fê-lo de uma forma muito boa, não caíndo no exagero da comédia e dando-lhe um ar credível. Ah, e a ponte onde estava a perfumaria, está tal e qual como a minha imaginação a criou. Fantástico!



O filme foi muito fiel à história, tendo inclusivé tempo para mostrar todas as mortes que este assassino fez e o delicado ritual de lhes retirar/capturar o cheiro das raparigas. Fiquei também surpreendida por ver o Alan Rickman como pai da ruiva Laura, acabando por dar um colorido interessante a uma personagem secundária.


 


Para quem nunca leu o livro, na minha opinião, não vale a pena. Ou a tradução portuguesa é fraca ou simplesmente o original é mesmo chato. De qualquer forma, basta ver o filme para matar a curiosidade e poupar-se-á a uma escrita desinteressante. O filme cobre todos os pontos da história e tem cor e banda sonora.


Comentar:

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2006
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2005
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D