Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Telmixa

Mix de leituras, organização, tv, filmes, tecnologia e de mim, claro!

Telmixa

Mix de leituras, organização, tv, filmes, tecnologia e de mim, claro!

Balanço de 2011: personagens femininas

Vou dar início ao meu Balanço de Leituras de 2011 falando um pouco sobre as personagens femininas dos livros que li. Não é segredo que prefiro heroínas fortes e corajosas como personagem principal e este ano tive a sorte de  “conhecer” certas meninas e senhoras de grande valor, que me fizeram rir, chorar, que me ensinaram pelo exemplo o que se deve ou não fazer.

Skeeter, Minnie e Aibileen

As Serviçais

Heroínas.The_Help

Imagem daqui.

Estas três senhoras sentem-se amarradas à sociedade em que vivem, uma sociedade que se divide entre brancos e negros, quando na verdade as suas vidas estão tão interligadas. Correm um risco tremendo, que até pode acabar com suas vidas, quando decidem contar num livro as histórias do dia-a-dia das criadas negras e das suas senhoras brancas. Esse pequeno passo dá origem a uma transformação, uma de muitas que decorreu naquela época, para acabar com o medo, o preconceito e com a desigualdade.

Escolhi uma das imagens do filme (que ainda não vi) porque quando li o livro já conhecia quem eram as atrizes que iriam interpretar estes papéis. No entanto a Skeeter, na minha cabeça, é bem diferente da atriz escolhida para o papel.

Sayuri, Mameha e Hatsumomo

Memórias de uma gueixa

memoirs_of_a_geisha_08

Imagem daqui.

Este livro é repleto de personagens femininas, todas elas ricas e interessantes, por isso escolhi estas três gueixas, pela sua relação simbiótica, tão importante para o desenvolvimento de Sayuri. A sua vida não teria sido tão terrível sem Hatsumomo ou tão abençoada sem Mameha.

Inicialmente pensei em destacar apenas a Hatsumomo, por ter sido uma das maiores vilãs que li este ano. Ela é terrível, vaidosa e caprichosa, usando o facto de ser a única gueixa a trazer dinheiro para casa para exigir e maltratar quem ela bem entende mas conseguiu-me fazer sentir compaixão por ela por ser tão infeliz. O seu vazio interior obriga-a a procurar constantemente o amor, que lhe digam o quanto é bela e perfeita. Já Mameha parece satisfeita com sua vida de gueixa, vazia de amor, vivendo à custa de um patrocinador. Entre os ensinamentos de uma e os maus exemplos de outra, Sayuri terá que encontrar o seu caminho, para a sua felicidade.

A imagem escolhida é do filme que adaptou o livro para o cinema.

Aliena

Os Pilares da Terra (vol.2)

aliena

Imagem daqui.

É estranho fazer o destaque de uma personagem de que não gostei nada na primeira metade da história. Achei na altura que Aliena era muito “masculina” mas neste 2º volume melhorou bastante aos meus olhos, em grande parte graças ao seu relacionamento com Jack. A grande lição de Aliena é a sua perseverança perante as contrariedades da vida, o reerguer-se constantemente perante as constantes derrotas assim como acreditar que pode ser feliz com alguém, mesmo quando essa felicidade pode interferir com a promessa que tinha feito ao seu pai.

Na imagem está a atriz Hayley Atwell que interpretou a Aliena na mini-série de TV baseada no livro. Apesar de também não ter gostado desta atriz, não consegui imaginar mais ninguém que a pudesse interpretar.

Claire Beauchamp Randall Fraser

Outlander – Nas Asas do Tempo

Livros 2011 (4)

Imagens daqui e daqui.

O fascinante de Claire Beauchamp Randall Fraser (e sim, todos estes nomes são importantes) é que é uma mulher moderna colocada por acidente no passado, em que tudo é rústico e quase selvagem. Toda a sua história é uma sequência infinita de aventuras e Claire consegue se safar da maior parte delas com inteligência e bom humor. A forma como ela se sente dividida entre o passado e o presente, entre a sua vida anterior e actual, a sua constante luta interior entre esconder o seu segredo ou abraçar completamente um novo amor e uma nova vida é o que torna a Claire tão interessante.

Descrita como uma morena de cabelos encaracolados foi difícil encontrar uma atriz que gostasse de ver a interpretar o papel. A atriz mais apontada pelos fãs como ideal é a Rachel Weisz. Se tivesse lido o livro há alguns anos, teria escolhido a Julia Ormond. Para mim já são ambas um pouco “entradotas” para o papel e como fiquei fascinada com a interpretação da Emily Blunt no filme “The Young Victoria”, penso que ela seria a Claire ideal.

 

Jaenelle Angelline

Trilogia das Jóias Negras (Filha do Sangue, Herdeira das Sombras, Rainha das Trevas)

Jaenelle Angelline

Imagens daqui e daqui.

Na Trilogia das Joias Negras acompanhamos a vida de Jaenelle Angelline desde a sua infância, em que lhe são atribuídos poderes como a nenhuma outra feiticeira, até à sua maturidade, em que assume o papel de Rainha de Terreille.

Bela de uma forma quase angelical só os seus olhos azuis revelam toda a profundidade do seu poder e o quanto pode ser terrivelmente perigosa. É esse poder magnético que atrai os homens SaDiablo, que tudo fazem para a amar e proteger. Caracterizada como loira de olhos azuis é normalmente desenhada pelos fãs envergando o seu vestido de teia de aranha, como na imagem acima. Se eu pudesse escolher uma Jaenelle para o cinema não teria dúvidas em escolher a Evan Rachel Wood, que é bela como um anjo mas que consegue interpretar muito bem personagens com um lado mais negro e perigoso.

Katniss Everdeen

Trilogia Os Jogos da Fome (Os Jogos da Fome, Em Chamas, A Revolta).

Livros 2011

Imagens daqui e daqui.

Quando peguei no “Os Jogos da Fome” não pensei que fosse gostar tanto de Katniss Everdeen. Normalmente as personagens da literatura infanto-juvenil pecam pela sua imaturidade (ou pura burrice) mas no caso dela é a sua imaturidade, a sua pureza, que joga a seu favor. Não que ela seja naïve, nada disso, mas porque ela faz o que é o correto, quando tudo a empurra para não o fazer. E como a história é contada através dela, estamos agarrados à sua perspectiva das coisas: à sua insegurança, aos seus terrores, à confusão e incompreensão das situações.

Para o filme que estreará em Março de 2012 foi escolhida a atriz Jennifer Lawrence para o papel de Katniss e não poderia ter sido uma escolha mais perfeita, na minha opinião. Além de jovem e bonita, a Jennifer é uma excelente atriz que dará o corpo e a emoção necessárias à personagem.

Yasmeen “Lady Corsair”

Saga The Iron Seas (The Iron Duke e Heart of Steel)

Livros 2011 (2)

Imagens daqui e daqui.

Lady Corsair é a aeronave pilotada por Yasmeen mas todos  conhecem-na pelo nome da aeronave. Yasmeen é uma personagem misteriosa e magnética, acima de tudo segura de si, que ama a sua liberdade e que é respeitada pela sua tripulação. Ser uma mulher capitã de uma aeronave não é nada fácil num mundo perigoso como é no “The Iron Seas” e Yasmeen é uma capitã bem sucedida pois tem a coragem de aceitar trabalhos que mais nenhum capitão aceita fazer. Grande parte do seu mistério está na sua capacidade física de se mover depressa e de forma acrobática. É descrita como tendo olhos verdes de gata e por tapar a ponta das orelhas com lenços coloridos. Yasmeen não pretende subjugar-se a um homem, preferindo por isso estar sozinha e é nesses termos que ela se apaixona por Archimedes Fox, que se apresenta como igual e tão destemido como ela perante o perigo.

Depois de muito ponderar sobre quem seria a Lady Corsair ideal escolhi a atriz Eva Green, que entrou recentemente na série Camelot, como Morgana. Foi esse papel (na qual ela foi a única personagem de jeito) assim como a sua interpretação no filme “O Reino dos Céus”, de Ridley Scott, que me convenceram que a Eva seria capaz de interpretar uma Lady Corsair credível.

Sookie Stackhouse

Saga Sangue Fresco (Laços de Sangue, Sangue Mortífero e Segredos de Sangue)

Livros 2011 (3)

Imagens daqui e daqui.

Não é segredo que a Sookie Stackhouse é uma das minhas personagens favoritas da ficção. A forma muito humana e corajosa com que lida com tantos elementos sobrenaturais e o seu bom humor tornam a Sookie uma personagem muito próxima de nós, leitoras. Ela ainda tem um caminho a percorrer (ou a terminar…) quanto à vida, à profissão, à familia e ao amor e continuo a gostar da viagem dela, nos livros.

Gosto muito da Anna Paquin e da sua interpretação na série de TV mas, quando estou a ler, imagino a Sookie como alguém parecido à Amanda Seyfried. Isto por causa de um pormenor muito idiota: a Amanda Seyfried entrou no “Mean Girls” há uns anos e a personagem dela previa o estado do tempo nos seios (!!!). Ora a Sookie é alta, loira, de olhos azuis e mamalhuda e não sei porquê lembro-me sempre da Amanda e das mamocas dela.

 

Próximo Balanço 2011: Personagens masculinas

10 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2006
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2005
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D