Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Telmixa

Mix de leituras, organização, tv, filmes, tecnologia e de mim, claro!

Telmixa

Mix de leituras, organização, tv, filmes, tecnologia e de mim, claro!

Deus me livre de ter vizinhos infelizes!

A grande razão pela qual eu quis fazer as obras na casa é porque eu sei o que é viver numa casa olhando constantemente para o tecto à espera do próximo repasso. É que é algo horrível saber que o nosso tecto vai cair a qualquer momento porque o vizinho de cima não quer fazer obras, ou não pode, ou sei lá... Eu não queria mesmo entrar numa casa pensando que a minha canalização ia fazer isto aos meus vizinhos.

Ora o senhor das obras chamou-me lá a casa para falar de vários assuntos (tinha um post-it com uma lista) e entre as várias coisas disse-me:

- Ora menina, há aqui um assunto... o seu vizinho de baixo veio cá para saber o que estávamos a fazer e disse-me que tinha uns repassos em casa e que teve uns problemas e que até pensou em vender a casa e então... eu pus-me cá a pensar no assunto e fui tentar descobrir o que se passava e olhe aqui, olhe...

E nisto puxa o cano grosso que ligava as canalizações de ambas as casas-de-banho e o dito estava cortado e apenas encaixado no cano de baixo. Imaginem um cano novo, mas remendado encaixado num velho e não selado. E pronto! Eu ia fazer duas casas-de-banho todas novas e se não fosse o vizinho de baixo avisar daqui a 5 meses lá teria de partir novamente as ditas.

Claro que disse que sim, tem mesmo que se substituir, arranjar e o que for necessário e depois lá fui eu falar com os vizinhos de baixo. Novamente ouvi o histórico de infiltrações, repassos e sofrimentos que o casal sofreu ao longo dos anos: Que a minha casa esteve alugada a toda a espécie e tipo de pessoas (e nacionalidades) que não queriam saber; que os proprietários faziam as obras mas obviamente nunca substituiram a canalização (e isso era visível, canos remendados com silicone, deuses!!) quando diziam que o faziam... enfim...

Eu quis fazer as obras para prevenir este tipo de problemas e agora sinto-me ainda mais satisfeita por ter decidido fazê-lo. Ao menos sei que, se tudo correr bem, não terei de partir o chão novo daqui a uns meses.

E os vizinhos pareceram-me muito simpáticos. E serão mais 250 euros por causa daquele cano roto e remendado.