Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Telmixa

Mix de leituras, organização, tv, filmes, tecnologia e de mim, claro!

Telmixa

Mix de leituras, organização, tv, filmes, tecnologia e de mim, claro!

Sangue Ardente

Resumo: Viver com duas fadas e manter um relacionamento com um vampiro xerife não é a situação mais confortável para a Sookie. No entanto tenta manter a sua vida dentro da normalidade possível e, já que tem que albergar um primo stripper e um ainda confuso tio-avô, Sookie decide limpar o sótão da sua casa para arranjar mais espaço para ambos. Eric e Pam estão fartos do domínio de Victor sobre eles: ele é agora o vampiro Regente do Louisiana, sob a alçada de Felipe, e os negócios que abriu estão a afectar tanto o Fangtasia como o Merlotte's. Sookie percebe que chegou o momento de agir e despachar Victor mas há um outro perigo à espreita: Sandra Pelt, que está louca por acabar com a vida de Sookie. No meio disto tudo ainda tem tempo de se ver a braços com um "chá de bébé" para a Tara e com novas revelações sobre o seu passado.

Expectativa: Uma mistura de boa e má expectativa. O facto da saga estar a entrar na recta final deu-me, como leitora, um novo fôlego, pois sei que já não há espaço para dispersão e tudo fica mais condensado.

Opinião: Após dois livros menos bons dou por mim a ficar novamente empolgada durante a leitura de um livro desta saga e gostei muito deste "Sangue Ardente".
Primeiro porque o número de situações perigosas a acontecer em simultâneo reduziram substancialmente. Depois porque os personagens que menos gosto (metamorfos e lobisomens) pouco ou nada apareceram e por fim porque houve revelações muito interessantes sobre o passado da família da Sookie, uma delas que explica porque é que ela é telepata. Sim, há uma explicação e é revelada neste livro. E isso é muito satisfatório.
Outro pormenor que gostei foi que a Sookie está menos preocupada em ser humana. Ela não diz isto com estas palavras mas percebe-se que está mais desligada da sua preocupação de ter ou não a sua família, filhos. Acho que em parte a revelação sobre o que se passou no seu passado, assim como os acontecimentos do seu presente, abrem-lhe os olhos para a sua realidade, que é a de ela não ser uma mortal comum e por isso não pode aspirar a viver uma vida "normal". Há também a questão dos vários pretendentes masculinos e também aí as coisas estão mais definidas.
Aliás, "romper" talvez seja a palavra-chave deste livro. Sookie rompe vários laços de amizade, assim como também rompe com o laço de sangue com Eric porque precisa de esclarecer-se a si mesma do que sente assim como precisa de esclarecer os outros daquilo que sente e pensa sobre a sua própria vida. Apesar de alguns fãs terem reprovado alguns dos eventos deste livro, estes não me chocaram e achei-os necessários para que a nossa heroína reencontrasse a sua identidade.
Por fim, fiquei menos preocupada com as hipóteses de a Sookie ficar com o Sam ou Bill, simplesmente porque ela não me pareceu interessada em nenhum deles, apenas em estreitar o seu relacionamento com Eric.
Pessoalmente fiquei muito satisfeita com este livro e já tenho o próximo pré-encomendado para o Kindle, o "Deadlocked" que deverá descarregar dia 1 de Maio, que planeio começa-lo a ler imediatamente.

Pontos positivos: A revelação do porquê da telepatia de Sookie, o mistério do Cluviel Dor, o romper com a Sookie passiva que é vítima das situações, aceitar a sua realidade e passar à acção.

Pontos negativos: Sandra Pelt, totalmente desnecessário o enredo, pareceu uma cópia do que ela já tinha feito à Debbie Pelt. Enfim...

Estado de espírito: Bom apesar de andar um pouco insatisfeita com as minhas leituras. Tudo o que leio me parece um pouco "morno".

Fez-me refletir sobre: O quanto as decisões dos outros, mesmo que bem intencionadas, nos podem ser prejudiciais.

Obras: mais algumas notas

Apesar de o grande efeito apenas surgir nas 2 casas-de-banho e na cozinha a verdade é que todas as divisões foram afectadas, por causa da instalação electrica.

O chão que vêm no WC é o mesmo do corredor e da cozinha. O tom é tão indefinido que fica bem com os castanhos, azuis e cinzentos e acho que foi das minhas melhores compras. Os azulejos da cozinha foram os mais caros.

O móvel da casa-de-banho parecia que não ia ficar bem e depois ficou e neste momento pondero trocar o lavatorio da casa-de-banho pequena.

Ainda há muitas obras a fazer: quero cuidar ou trocar o chão dos quartos e pintar a casa. Até lá, este será o único habitante da casa.

Dscf1019

Obras: Cozinha (antes e depois)









Na cozinha as obras foram mais radicais. Além da canalização, cortei o acesso ao gás e mantive apenas a electricidade. No entanto o termocumulador irá para o WC pequeno e onde antes estava o esquentador (mesmo ao lado da porta) agora está apenas uma superfície de azulejos. O fogão irá ficar no mesmo canto e os armários serão brancos com tampo em madeira clarinha ou branco. Por debaixo da janela da marquise também coloquei azulejos, para que o espaço fosse todo mais integrado.


 



Deixei uma parede sem azulejos (para grande confusão da minha mãe e do empreiteiro, onde ficará o frigorífico e uma bancada estreita.


 



Os azulejos são azuis com algumas riscas cinzentas e então achei que o estuque entre azulejos ficaria bem em cinzento também. Hoje tenho dúvidas se ficou bem ou não e penso que só com os móveis montados é que posso ver se a decisão foi ou não a mais acertada.

Obras: Antes e depois

Fez agora um ano que terminei as obras da minha casa. Estive a arrumar o blog, passei as imagens de inspiração para a decoração da casa para o Pinterest e deixei ficar apenas as entradas do diário. Foi aí que reencontrei as imagens que tinha tirado antes e decidi publicar as imagens de "antes" e "depois" das obras que já foram feitas.

Goodreads: como acabar com os "likes" nos "status updates"

Uma das características que eu mais gosto no Goodreads é poder marcar a página onde fiquei na leitura, como se fosse um marcador de livro. Além de fazer a actualização para o Goodreads, também envia para o Twitter e Facebook, originando assim conversas interessantes sobre o livro que estou a ler. Além disso o Goodreads faz um gráfico todo giro da evolução da nossa leitura, o que permite ver aquele livro que devorámos ou aquele em que arrastou-se quase infinitamente.

O problema

No entanto, e em grande parte por culpa de outras redes sociais (*couf* Facebook *couf*) os utilizadores podem gostar de um "status update" (é assim que se chama) mesmo que este diga que estou na "página 79 do Livro X"
Ora, isto irritava-me solenemente! Uma coisa é eu meter que vou na página 79 e acrescentar "Ena pá, tou adorar esta perseguição ao vilão da história", e gostarem desse comentário. Outra é gostarem da página 79. Apenas da página!
Comecei então a pedir aos amigos para não fazerem isso, mas rapidamente isso tornou-se fastidioso. Depois avisei que "desamigaria" quem o fizesse. Depois deixei de avisar, apenas "desamigava". Cheguei ao ponto de ver, antes de aceitar uma amizade, se a pessoa tinha por hábito fazer "likes". Este fim-de-semana, para grande horror meu, percebi que até um seguidor (não amigo) poderia gostar da página 79 (e da 181 e da 215, e da 325 e todas as outras que eu marcasse!).
Desengane-se quem acha que isto é apenas mania minha. Como eu outras pessoas queixavam-se do mesmo e chegou-se mesmo a abordar o Goodreads para retirar a hipótese de gostar quando se faz uma actualização de página vazia, ou sem comentário. Além disso, este comportamento parece ser exclusivo dos portugueses, porque das minhas outras amizades universais nunca tive este problema.

A solução


Apesar de não ser perfeita, acho que encontrei uma solução simples e satisfatória. Ir ao "My account", no separador "feeds" e retirar o visto da caixa que diz "Add new status to the book I'm reading". Posso continuar a marcar a evolução da minha leitura, a enviar essa informação para o twitter ou facebook (afinal ao retirar essa opção nenhuma rede é actualizada) mas não vai aparecer no feed dos meus amigos e seguidores do Goodreads. Não aparecendo, não há "likes" em páginas sem comentários. Não havendo "likes", acabou-se o stress.

Se tivesse encontrado esta solução mais cedo, não teria desamigado alguns amigos e bloqueado alguns seguidores, como fiz este fim-de-semana. Por esse facto lamento e quem quiser retornar a amizade, aqui fica o link do meu perfil.

Espero ter ajudado a quem procura uma possível solução para o mesmo problema que eu tinha, antes de perder a cabeça como eu e desamigar ou bloquear sem aviso. Afinal de contas as pessoas fazem-no com a melhor das intenções, não olhando ao ridículo que é gostar da página 79 de certo livro.

Pág. 1/2