Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Telmixa

Mix de leituras, organização, tv, filmes, tecnologia e de mim, claro!

Telmixa

Mix de leituras, organização, tv, filmes, tecnologia e de mim, claro!

Roger Federer e Pedro Pinto

Este vídeo pôs-me logo de bom humor! Está hilariante.


Eu adoro o Federer, é uma lenda dos nossos tempos e acima de tudo um tipo simples e simpático. O Pedro Pinto tem feito uma excelente carreira como jornalista desportivo para a CNN e o seu bom humor (tuga?!) transparece da melhor forma aqui neste vídeo. Muito giro!


 



 

Daenerys - A mãe dos dragões

Se quiser ler este livro a Saída de Emergência disponibilizou o e-book grátis do mesmo. Pode fazer download aqui. Para ler apenas um excerto, download aqui. 

Resumo: A história começa na noite em que Daenerys (Dani) vai ser apresentada ao seu futuro marido, Drogo. O seu irmão ofereceu-a em casamento em troca de um exército de homens. Dany e o seu irmão são os últimos descendentes de uma longa linhagem de reis, que são sangue do Dragão e herdeiros de um trono que perderam ainda antes de Dany nascer. O maior desejo do irmão é reconquistar o "seu" trono e torna-se impaciente, pois o pagamento do seu acordo, demora em ser cumprido. No limite da paciência, e vendo que a irmã já não o teme ou lhe obedece, por se sentir protegida por um marido carinhoso, decide infringir a lei da cidade Vaes Dothrak, desembainhando uma espada e como consequência morrendo. Mais tarde, após uma batalha, Drogo é ferido e a ferida infecta derrubando Drogo para a morte. Numa tentativa desesperada de salvar o marido, Dani pede a uma curandeira que o salve através da magia. Mas, apesar de ele sobreviver fica num estado catatónico. Dani perde o filho que trazia no ventre e o povo de Drogo abandona-a com a excepção de alguns. Sem esperança no futuro, Dani avança para o fogo da pilha funerária do seu marido com os seus 3 ovos de dragão Em vez de morrer queimada sobrevive e dos ovos nascem 3 dragões. 

Crítica: Uau!! Este livro, editado para a colecção teen da Saída de Emergência, é a compilação dos capítulos respeitantes a esta personagem, integrados na saga "Canção do Gelo e do Fogo" do George R. R. Martin. E são fabulosos!! Abre definitivamente o apetite para ler o resto da Saga. É bem escrito, emocionante, com personagens ricas e uma história densa sem ser maçuda. É um outro mundo, maravilhoso. Recomendo vivamente a qualquer adolescente e adulto. 

Pontos positivos: Excelente construção de personagens e de enredo. Narrativa densa mas excitante, com um excelente ritmo e transmitindo uma boa visualização das cenas. Muito bem escrito. 

Pontos negativos: Se bem que é "outro mundo" não gosto de ler actos sexuais entre um homem adulto e uma adolescente muito jovem. No entanto, os actos não estão descritos ao pormenor (nem de perto), são apenas sugeridos. E, se eu tivesse 13 anos sei que adoraria lê-los. Portanto, sendo este o meu único ponto negativo a apontar, reconheço que estou a impor os meus valores e ponto de vista à obra do autor. 

Expectativa e estado de espírito: Eu queria ler algo bem levezinho, depois do livro anterior. Pensei que, como era da colecção teen e considerando o seu tamanho modesto, que iria cumprir este meu desejo. Fui absolutamente surpreendida com a qualidade da obra e fiquei com uma vontade enorme de ler toda a saga. 

Fez-me reflectir sobre: Que a capacidade de liderança é algo com que se nasce, não que se adquira. Sobre a força do espírito ao ter de enfrentar condições adversas.

As noites das Mil e Uma Noites

Resumo: A história começa no dia a seguir a Xerazade ter contado as suas mil e uma histórias. O Sultão decide poupar-lhe a vida. A partir daí a história é levada de personagem em personagem, como se fosse um conto oral transmitido de boca em boca. O bairro é o local onde quase todas as situações decorrem, o café dos Emires o epicentro da vida social das personagens. Ódios, amores, mortes, génios, feiticeiros, homens de deus e políticos, todos surgem numa amálgama de acontecimentos. Deus está sempre presente, nas bocas e espíritos dos homens.

Crítica: Andei a tentar recordar-me se já tinha antes lido um autor árabe mas penso que não. Tive várias dificuldades com este livro, sendo a principal a linguagem. A forma da escrita, o ritmo das palavras é tão diferente que senti-me dividida entre o fascínio e o aborrecimento. Por outro lado tem frases e ideias carregados de simbolismo, religião e valores humanos que convidam a ler devagar. A reflectir sobre aquela ideia. Compreendo por isso porque é que este autor ganhou o Nobel da Literatura. Tal como o outro Nobel que li, Gabriel Garcia Marquéz, o “Cem anos de Solidão”, a solução para ler este livro com sucesso é o desprendimento absoluto. Não há mistério a resolver nem solução ou destino. É uma panóplia de pequenas histórias que se entrecruzam dando um olhar sobre uma sociedade que é social e religiosamente diferente da nossa.

Pontos positivos: As frases maravilhosas, cheias de religiosidade, filosofia e reflexão. A mistura entre o real e o mágico.

Pontos negativos: Sidi al-Warraq, Hasan al-Altar, Galil al-Bazzaz, Suleiman al-Zeimi, Al-Muin Sawi, Shamoul, Fadil Sannan, Ugr, Maruf, Ibrahim, Ragab, Abbas al-Khaligi, Sami Shukri... são alguns dos inúmeros personagens desta história. Ler estes nomes é uma dôr-de-cabeça...

Expectativa e estado de espírito: Sem expectativas, fui surpreendida com uma obra de qualidade, talvez acima da minha actual capacidade de compreensão. Eu realmente precisava de ler um livro mais leve do que este foi.

Fez-me reflectir sobre: As diferenças culturais entre oriente e ocidente, começam na língua mas passam pela cultura e educação. Será possível lançar pontes de entendimento?

O FanFiction.net e eu

Descobri a comunidade Fanfiction.net recentemente, graças à comunidade do True Blood, que no site se chama "Southern Vampires Misteries".


Reparei que os fãs não se limitavam a falar dos personagens, da série de tv e dos livros mas que colmatavam o tempo de espera entre livros e série escrevendo histórias tendo por base essas personagens.


Ao início troci o nariz... Qual o interesse de ler literatura escrita por amadores?, depois achei que os elogios que trocavam entre si se devia apenas por se conhecerem online. Mas um dia, talvez de aborrecimento absoluto, lá me aventurei a ler umas histórias e fiquei agarrada. É um vício tremendo. Apesar de quase tudo o que leio estar em inglês posso dizer que há muitas escritoras (sim é quase tudo senhoras...) à espera de serem descobertas! Há fanfics muito boas mesmo.


Mais, os autores destas fanfics vão publicando os capítulos conforme os vão produzindo, o que significa que podemos ter de esperar uma semana ou mais pelo capítulo seguinte! E esse factor por si é viciante!


Esta conversa toda para dizer que decidi tirar a ferrugem do cérebro e aventurar-me em escrever a minha própria fanfic. Devo confessar que está a ser mais complicado do que pensava.


Primeiro ter de lidar com personagens que pouco conheço ainda e como não fui eu que os inventei, manter-me fiel ao espírito destes personagens, é obra. Depois a minha falta de tempo, mas isso já é uma constante na minha vida, por isso...


O bom é mesmo o raciocínio que criar uma história envolve: pensar nas cenas, no argumento, o que faz sentido e o que não faz....


Ontem publiquei o 3º capítulo e já começo a ter um pouco de confiança no que estou a escrever, o que é bom. Está longe de ser algo que eu gostasse de ler, por incrível que seja, mas também, quem é que gosta de ouvir a sua própria voz?


Para quem quiser conhecer: Nip/Bite.

Ubuntu e eu...

Estou a pensar sériamente em mudar o meu portátil para o Linux. Bye bye Windows.


Seria um risco passar para windows 7 sem a memória RAM a mais e tendo em conta a utilização que dou a este portátil, não preciso de muito mais.


Acho que é um bom passo! Só tenho mesmo é de fazer os backups agora...