Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Telmixa

Mix de leituras, organização, tv, filmes, tecnologia e de mim, claro!

Telmixa

Mix de leituras, organização, tv, filmes, tecnologia e de mim, claro!

O meu computador voltou!!



Abril e Maio não foram os meus melhores meses. Após perder um namorado, perdi o computador (e estou prestes a perder o carro).
Mas, ontem o dia correu muito bem!
Tirei a barriga de misérias e fui comer caracóis. E já no regresso a casa vi, no meu telemóvel com pouca bateria, uma chamada não atendida. A boa notícia soube-a apenas quando cheguei a casa: "venha bucar o computador que está arranjado!!"
Ai, tava cheia de saudades do meu menino e das minhas noitadas na web. E, já exprimentei o jogo e ainda não queimou!
Será que é agora que a minha sorte começa a mudar?

A mais HORROROSA bandeira humana!

Desde sábado que passado que ando a tentar esquecer que participei neste evento. Entusiasmei um grupo de amigas, até aquelas que não gostam deste tipo de coisas. O dia foi longo, cansativo, fiquei escaldada do sol... mas acima de tudo, foi uma mega demonstração de má organização de um evento que tinha tudo para ter corrido bem, o que não aconteceu!
Mais chocada ainda foi quando cheguei a casa e a minha família, que viu tudo pela televisão, pensava que tudo tinha corrido lindamente.
Acho que não devemos encobrir a realidade deste tipo de eventos. De certeza que como estas muitas outras queixas vão aparecer… Onde está o Livro Amarelo da SIC e do BES??!

"O verdadeiro relato (na 1ª pessoa) do que aconteceu na MAIS BELA BANDEIRA DO MUNDO (organização do BES e da SIC).

O que o público viu na TV:
- Ambiente de festa
- Uma bela bandeira

COMO COMEÇOU?
Inscrevemo-nos, comparecemos às 10h30m (como pedido), entrámos pelas 12h 30m (abertura do portão), sentámo-nos nas bancadas e aí permanecemos seguindo as indicações que nos foram dadas.
Até cerca das 16h entraram no estádio pessoas (inscritas e não inscritas) que se foram colocando nas entradas que davam acesso à formação da bandeira e enchendo o corredor em redor. O animador informava que haveria lugar para todas, pedia às pessoas que se encontravam nos acessos para se sentarem nas bancadas porque só essas entrariam para a bandeira. Toda esta informação foi sendo repetida e quem estava fora das bancadas não abandonava essa posição. Apesar de haver polícia e seguranças, ninguém fez tentativas para desmobilizar quem se encontrava nas zonas referidas.

O QUE ACONTECEU?
Entraram e fizeram a bandeira as mulheres (inscritas ou não), que não foram para as bancadas e que mais tarde chegaram. Ficaram de fora centenas de mulheres que CIVICAMENTE seguiram todas as indicações dadas.

COMO ACABOU?
Com brindes a serem atirados para o meio das participantes, como se fossem bolas e com estas a lutarem por conseguir o maior número possível desses brindes.
Com as que não entraram a gritar "mentirosos" e com alguns choros. Com desmaios de pessoas obrigadas a permanecerem em pé sob o intenso calor k se fazia sentir.
Com os organizadores e locutor a desaparecerem de imediato, sem um pedido de desculpas ou explicação e COM A OMISSÃO PÚBLICA da falta de organização.

Esta foi a única forma que encontrei de divulgar o que realmente aconteceu. A minha tristeza é que MAIS UMA VEZ A FALTA DE CIVISMO VENCEU EM PORTUGAL e duas grandes empresas SIC e BES contribuíram para isso.

Helena Rodrigues
(professora também de Formação Cívica da E.B. 2.3 Vasco Santana - Ramada)
Como explicar aos nossos alunos?"

Destak, 25 de Maio de 2006 – Correio do Leitor

"A mais bela bandeira

Sou uma leitora assídua do vosso jornal. Após ler a vossa reportagem sobre «A mais bela bandeira do mundo» não posso deixar de mostrar o lado negativo desta iniciativa. Cheguei ao estádio do Jamor um pouco antes das 11h00, pois era essa a hora marcada para o início deste evento. A dada altura, fomos todos surpreendidos com a notícia de que os portões do estádio só iriam abrir pelas 13h00.  Após as reclamações dos presentes, decidiram então abrir os portões mais cedo.  Não nos podíamos levantar nem para respirar melhor, que já havia alguém a querer ocupar o lugar. A selecção nem sequer veio ao palco. Qual era o
medo? Nós estávamos ali por eles, para lhes dar força e foi só o que eles nos conseguiram tirar. A força para continuar. A comida acabou. Já havia pessoal a sair pelos braços dos bombeiros que nem condições tinham para chegar às ambulâncias, tal era o número de pessoas à sua volta. Eu queria ver como é que era se houvesse necessidade de uma saída de emergência. Tirando isso correu tudo lindamente! SANDRA SILVA, Lisboa"

Outros relatos:
Claques de Portugal
Alma Minha
Desabafos

Trabalho e Blogs

As páginas de recrutamento online multiplica-se. Os jornais têm uma edição electrónica dos seus anúncios, enquanto certas agências encontram aqui uma forma mais rápida de recrutamento.
A novidade são os blogs de emprego. Não apenas os blogs de quem oferece emprego mas também aqueles que o procuram.
Aqui fica um exemplo:
Procuro trabalho

O CÓDIGO DE DA VINCI - o filme




Passaram dois anos desde que li o livro. Bem, eu e toda a gente...
O filme estreia hoje e eu vou assistir à estreia num cinema perto de mim... já vou mentalizada para a desgraça.
Já foi má a escolha dos actores. As críticas da imprensa também foi muito má... por isso fico contente por ver os locais onde decorre a acção do enredo do Código...
Para todos os que vão assistir ao filme, espero que a vossa desilusão também não seja muito grande...
Site Oficial
Site do IMDB

Pág. 1/2